quarta-feira, 1 de fevereiro de 2012

Até quando uma mulher vai dar em cima de homem comprometido?

Entra ano, sai ano, e a disputa feminina continua. E eu me pergunto: porque mulherada? Por quê? Porque não podemos esfregar na cara da sociedade machista que somos unidas? Que amigas podem sim ser amigas de verdade? Sem disputa, sem inveja, sem fofoca. Inspirada no blog Verdade Feminina resolvi desabafar.
Até quando amigas deixarão de ser amigas por causa de homem? Até quando uma vai ficar com o namorado da outra? Como se fosse a última bolacha do pacote, como se nunca pudesse estar do outro lado, nunca fosse ser a amiga (e namorada) traída? Porque fazer para a outra o que não gostaria que fizesse pra ela?
Até quando amigas vão ligar umas para as outras apenas no momento de conveniência? Até quando vão ligar para uma terceira pessoa para falar mal daquela que está sempre junto? Até quando uma vai ter receio de apresentar seu namorado para a amiga modeléte?
Até quando mulheres vão largar umas as outras por causa de namorado (ou ficante, o que é pior!)? Até quando vão deixar suas amigas sem segundo plano? Até quando vão deixar suas próprias vidas em segundo plano?
Até quando uma mulher vai dar em cima de homem comprometido? Seja ele com sua amiga ou não! Até quando mulherada? Até quando seremos desunidas?
Lutamos tanto anos por direitos iguais, pelo trabalho, pelo voto, pelo casamento por sentimento. Para quê? Para nos colocarmos em segundo plano atrás das vontades masculinas? Para deixarmos que nos caracterizem de falsas sem fazer absolutamente nada para provar ao contrário?
Vamos sair mais e fofocar menos, dar mais risada sincera, desfrutar melhor da companhia uma da outra, desejar sucesso com o coração.
E, copiando do blog que me inspirou: “Mas, ó, se você manda recados para o namorado da amiga, esqueça tudo que acabei de dizer. Você precisa mudar de atitude para tomar uns bons drinks com a gente.”



P.S.: Muito obrigada para as minhas amigas de verdade, aquelas que não se encaixam nesse post. Elas sabem quem são

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário